Polo - Soluções Gerenciais

Polo - Soluções Gerenciais

O Operador é o Dono da Bola
O Operador é o Dono da Bola

 

Por:

Fernando Silva, MBB, Consultor e CEO da Polo.

Como um time chega à melhoria de 38% de resultado em apenas 3 meses?

Vou contar uma pequena história sobre o que essa imagem diz: muita coisa sobre a real gestão da rotina feita lá na base da operação. Nessa foto, estou ao lado de pessoas fantásticas que sabem onde querem chegar, com uma meta clara e usam a Gestão a Vista como norte, rompendo barreiras e superando metas.

Essa imagem também representa um dos melhores cases que já vi. Ocorreu em Morada Nova-CE, na linha de produção de iogurte bandejas da fábrica Betânia Lácteos, (diga-se de passagem, um produto fantástico, delicioso e nutritivo, de alta qualidade).

Pois bem, a equipe conseguiu atingir uma melhoria de 38% nos resultados do OEE (Eficiência Global da Linha) em apenas 3 meses, girando o primeiro ciclo de melhoria da linha, que faz parte do programa GEB- Gestão de Excelência Betânia Lácteos. Isto corresponde a mais de 30% de aumento no volume produzido diariamente, demostrando que a união de esforços e dedicação de um time, envolvendo produção, manutenção e melhoria contínua, buscando e validando as raízes de problemas e atacando-as uma a uma, com muito foco o resultado é certo, surpreendentemente acima do esperado.

Através da Rotina do dia a dia é que os insumos são transformados em produtos, visto que o valor é criado ou desperdiçado, ou seja, com o time do operacional, então eles sabem claramente o que é a profissão do operador: transformar os insumos em valor, pois isso que o cliente final quer. Um olhar atento à foto, nota-se o quadro atrás com as ferramentas de gestão e análise.

Sendo assim, prefiro falar de algo mágico que valorizo e me encanta: esses profissionais, para mim eles estão no topo da pirâmide, penso que as demais funções na empresa deveriam atuar para servi-los ao serem ouvidos com atenção, valorizados, promovendo recursos como ferramentas, métodos, sistema de medição, máquinas adequadas, etc, para que eles continuem fazendo o seu melhor.

Para isso, que tal começar por ouvir esses profissionais como uma primeira atitude de humildade para entender como ajudá-los? Aí que começa de fato o chamado GEMBA em que ocorrem os resultados, então fica a dica para os líderes: vá lá ver o que acontece e converse com o time da base, envolva-os no relato, na análise e solução dos problemas, o resultado será previsível com meta superada!

“Sinto maior orgulho de estar ao lado de donos da linha de produção, como José Luiz, Paulo Henrique, Ericélio, Fábio, Glaydson e Lucas Albuquerque, Gestor de Melhoria Contínua, que representam os demais membros do time dos 4 turnos, que são mais de 40 pessoas, envolvendo todos da produção e manutenção diretamente neste feito, pais de família, pessoas responsáveis e dedicadas, verdadeiros profissionais”. Fernando Silva



Open chat
Saiba mais informações!
Saiba mais!